70% dos maridos traem esposa com homens



Dados da Agência Brasileira de Investigação Profissional de Dourados (Abip) revelam realidade surpreendente em Dourados. De acordo com o proprietário da empresa, o detetive Givaldo Ferreira dos Santos, 70% dos maridos que traem têm amantes do mesmo sexo em Dourados. A informação leva em conta os casos que são atendidos na Abip, única do ramo no município.

De acordo com o detetive Givaldo, os dados apontam para uma crescente busca dos maridos por novas descobertas. “O perfil desses homens é de pessoas que procuram aventuras. Eles não têm relacionamento fixo, como acontece com as amantes na traição 'tradicional'.

Na maioria dos casos se relacionam com vários homens em situações esporádicas”, destaca, observando que eles estão em todas as classes sociais, porém quem contrata o serviço, geralmente busca indenizações e tem bens em disputa.

Os materiais que chegam para as esposas são fotos e gravações produzidos pela empresa. “Geralmente todo o trabalho dura cerca de 15 dias, já que o homem que trai não consegue ficar mais do que isso sem se encontrar com o amante. Isto acontece nos relacionamentos extra conjugais porque na maioria das vezes envolvem pessoas que criam dependência financeira com o “traidor” e fazem chantagens, como também na traição tradicional que hoje representa apenas 30% do total das ocorrência, conta o detetive.

Segundo Givaldo, apesar das provas, muitos preferem a reconciliação. “A mulher sofre muito com a situação inusitada, mas em muitos casos acaba perdoando. Eles entram em um consenso depois de levar em conta situações como bens, filhos e a história do casal”, comenta.

Outro fato curioso, é que, segundo o detetive Givaldo, a maioria dos que saem com outros homens se preocupam em manter a imagem conservadora. “Eles chegam ao absurdo de comprar filmes pornôs e mentir para as esposas que são de outra pessoa”, diz.


Share on Google Plus

Editor Blog Para Mocinhos

Thiago Silva - Estudante de jornalismo, 20 e poucos anos, curioso e extremamente gay além de editor e criador do Blog Para Mocinhos. Nos ouvidos um bom eletro pop e um pouco de indie rock, nos olhos um filme qualquer e uma boa companhia, e no coração alguma coisa que nem eu sei o que é ainda.