Tim Cook CEO da Apple, afirma que ser gay é dom de Deus

Tim Cook e o fundador e ex-CEO da Apple Steve Jobs

Acordei com a notícia de que o CEO da Apple, Tim Cook, tinha enfim feito seu outback do armário e gritando para todo mundo que assim com a maioria dos meus leitores, ele gosta de "rola" ~ palmas para ele por isso. Mas confesso que pra mim isso não tem nada de novidade, meio mundo já sabia que Tim é gay, mas se ele resolveu tocar no assunto e tratar disso publicamente vamos considerar como algo positivo.

A "revelação" veio através de um  artigo publicado no site da revista Bloomberg Businessweek, na manhã de hoje, 30. Na declaração Tim afirma os seguinte: “Ao longo da minha vida profissional, eu tentei manter um nível básico de privacidade. A Apple já é uma das companhias do mundo mais observadas de perto do mundo, e eu gostaria de manter o foco nos nossos produtos e nas incríveis coisas que nossos consumidores pretendem com eles”, disse o sucessor de Steve Jobs.

“Por anos, eu tenho sido aberto com muitas pessoas sobre a minha orientação sexual. Muitos colegas na Apple sabem que eu sou gay, e isso não parece fazer diferença no modo como eles me tratam”, contou Cook.

Não querendo desmerecer a mérito e a importância do CEO de uma das maiores empresas do mundo revelar que é gay, mas na verdade o que ele conta em seguida faz tudo ter mais sentido, e adiciona inclusive uma dose de polêmica. “Eu tenho orgulho de ser gay e considero ser gay um dos maiores dons que Deus me deu”, afirmou. “Ser gay me deu uma entendimento mais profundo do que significa ser minoria e abre uma janela que mostra os desafios que pessoas de outras minorias têm de enfrentar todo dia”, escreve.

Pessoalmente não acho o "ser gay" motivo de orgulho, até porque isso não me faz superior e nem melhor do que ninguem, mas entendo e respeito a afirmação de Tim, mas o mais polêmico vem ao o unir numa frase as palavras "gay" + "Deus" fazendo isso de um ponto de vista positivo; isso que pode mexer com os brios de muitos cristãos conservadores.

Talvez tenha sido essa a intenção de Tim, partindo do significado da palavra "dom" da forma como ela é usada e citada na bíblia é quase mecânico imaginar um evangélico, por exemplo, se roendo por dentro depois de ler uma declaração dessa, afinal, ser gay é um motivo para condenar alguém para o inferno [do ponto de vista deles] e não um "dom", ou seja, um presente de Deus.

Nem quero me estender no tema, mas respeito e admiro o CEO da Apple pela coragem em usar essas palavras para se auto afirmar e claro, incentivar vários outros gays ao redor do mundo a fazerem o mesmo, ou simplesmente a se ama e aceitar com carinho sua própria sexualidade.

ARRAZÔ TIM! 
A GENTE SÓ PODIA ESPERAR MUITOS BABADOS VINDO DE UMA PESSOA QUE TEM "COOK" NO NOME.
Share on Google Plus

Editor Blog Para Mocinhos

Thiago Silva - Estudante de jornalismo, 20 e poucos anos, curioso e extremamente gay além de editor e criador do Blog Para Mocinhos. Nos ouvidos um bom eletro pop e um pouco de indie rock, nos olhos um filme qualquer e uma boa companhia, e no coração alguma coisa que nem eu sei o que é ainda.