Serial killer de mulheres em Goiânia começou matando gays



O vigilante Tiago Henrique Gomes da Rocha, de 26 anos, preso na terça-feira, 14, confessou à polícia ter cometido 39 homicídios. Procurado como um serial killer de jovens moças, ele disse em depoimento à polícia, na quinta, 16, que as primeiras vítimas foram gays.

O jovem Diego Martins Mendes, de apenas 16 anos, abordado na rodoviária foi sua primeira vítima. Tiago o escolheu por pensar que o rapaz fosse gay, o convenceu a ir a um matagal fazer sexo, mas, em vez disso, o esganou. O corpo nunca foi encontrado.

Depois de Diego, outros dois homens foram os próximos alvos do vigilante: um ex-colega de trabalho, morto a facadas, e um rapaz de olhos azuis, que novamente Tiago supôs que fosse gay e o matou esganado.

Seguiram-se os homicídios contra prostitutas e moradores de rua e só depois os de mulheres comuns, que o fez ser perseguido pela polícia.

As mortes, segundo o depoimento, tiveram um padrão: gays foram mortos esganados, prostitutas levaram facadas e tiros a cabeça, os sem-teto, tiros na cabeça, e as mulheres comuns e jovens foram mortas geralmente com tiros no peito.

Via: ParouTudo
Share on Google Plus

Editor Blog Para Mocinhos

Thiago Silva - Estudante de jornalismo, 20 e poucos anos, curioso e extremamente gay além de editor e criador do Blog Para Mocinhos. Nos ouvidos um bom eletro pop e um pouco de indie rock, nos olhos um filme qualquer e uma boa companhia, e no coração alguma coisa que nem eu sei o que é ainda.