Estilista Sergio K causa polêmica ao lançar camisetas com dizeres homofóbicos

Foto via Blog Terraço Paulistano

Estava eu lindo lavando meu cabelo quando recebo uma ligação me contanto de todo esse fuá envolvendo a grife do Sergio K ~ eu conheço pelo menos umas 12 gays que venderiam a prega rainha ao cão, pra ter uma coleção das roupas dele.

O babado é que a marca do brasileiro está sendo acusada de homofobia, tudo isso, depois que caíram nas redes sociais imagens da linha de camisetas que a grife lançou para a copa do mundo, com frases do tipo "Maradona Maricón" e  "Cristiano Ronaldo is Gay". 
Muita gente achou ofensivo as camisas colocarem em cheque a sexualidade dos dois jogadores, assunto inclusive que eu nem discuto, porque odeio discutir coisas óbvias.



Não demorou muito para que surgisse uma petição online pedindo para que fosse interrompida a venda das camisetas [clica aqui pra ver]. Segundo texto publicado no site Avvaz "as camisetas usam a homossexualidade como se fosse um insulto, um ataque, uma forma de diminuir as pessoas, de ridicularizá-las", já em nota oficial divulgada pela marca, eles dizem que tudo é uma brincadeira, e que a Sergio K jamais teria a intenção de ser homofóbica:


“A intenção da marca Sergio K. foi criar camisetas divertidas para a Copa e não fazer qualquer tipo de discriminação. Amplamente democrática, a grife já teve em suas campanhas personalidades do universo gay como Amanda Lepore, ícone transsexual, e de forma alguma tem uma postura preconceituosa a esse respeito. Sua última campanha foi fotografada com o modelo transsexual Oliwer Mastalerz. A Sergio K é voltada para o público jovem e há quatro anos faz parceria com preservativos e distribuiu os mesmo gratuitamente em suas loja. A marca repudia qualquer acusação de preconceito ao publico gay e já manifestou por várias vezes o respeito por esse público em suas campanhas.” afirma a nota.

Refletindo um pouco sobre a situação fica meio óbvio que a intenção da Sergio e de sua marca, jamais foi atacar os gays, mas no final das contas acabou atacando. Um ideia de merda, que foi levada as vias de fato e deu no que deu. Sobre a suspensão das vendas das camisas, o próprio Sergio K afirmou que mais de 90% da linha já foi vendida, ou seja: AGORA É TARDE!


Share on Google Plus

Editor Blog Para Mocinhos

Thiago Silva - Estudante de jornalismo, 20 e poucos anos, curioso e extremamente gay além de editor e criador do Blog Para Mocinhos. Nos ouvidos um bom eletro pop e um pouco de indie rock, nos olhos um filme qualquer e uma boa companhia, e no coração alguma coisa que nem eu sei o que é ainda.