CEO do Mozilla pede demissão após acusações de homofobia


Sobre o geeks, e nerds só tenho duas palavras para dizer: muito amor!
Grandes nomes da tecnologia da atualidade são assumidamente gays, como o atual CEO da Apple, Tim Cook, outro fato é que dentro do mundo da tecnologia pré-conceito e homofobia não são nada aceitos.

Vejamos o exemplo do CEO do Mozilla, Brendan Eich, que algumas semanas depois de assumir o cargo, pediu demissão, após campanhas pedindo que ele deixasse o cargo, sob a acusação de ter financiado em 2008 um projeto de apoio a uma lei contra o casamento de gays na Califórnia.

Oi? Você não sabia desse babado? Pois vem cá que eu te conto:

A Mozilla anunciou que Brendan Eich, CEO da empresa e criador da linguagem de programação JavaScript, deixou o cargo na tarde de ontem, dia 03  – pouco menos de duas semanas de ter assumido como presidente da companhia. Eich recebeu vários protestos dos funcionários da empresa por ter apoiado financeiramente um projeto de lei que visava proibir o casamento gay na Califórnia.
“A Mozilla se orgulha de ser realizada por um padrão diferente, e, nesta última semana, nós não fizemos jus a isto. Nós sabemos o porquê das pessoas se sentirem furiosas ou machucadas, e elas estão certas: é porque nós não nos mantivemos verdadeiros a nós mesmos”, abre a executiva Mitchel Baker no anúncio oficial da empresa.
Eich, que também foi co-fundador da Mozilla, foi alvo na semana passada de diversos protestos de funcionários revoltados pela sua entrada como presidente. Segundo as acusações pelo Twitter, eles não aceitavam alguém no cargo de CEO que tivesse doado mil dólares para apoiar o Proposition 8 – um projeto de lei de 2008 contra o casamento homossexual na Califórnia.
Pouco depois dos protestos iniciarem, três dos seis diretores deixaram a Mozilla, incluindo Gary Kovacs e John Lilly, ambos que ocuparam o cargo de CEO antes de Brendan Eich. Para ampliar as manifestações, o site OKCupid organizou dias atrás um boicote ao Firefox, impossibilitando que os usuários acessassem a rede por meio do navegador da Mozilla.
Segundo diversas entrevistas com o ex-presidente  durante a semana, Eich teria insistido que não renunciaria do cargo, mas acabou deixando a empresa na tarde de hoje. Quem irá assumir a vaga de presidente na Mozilla ainda é um mistério, mas a companhia pode anunciar novas informações na semana que vem.
Via: Tecmundo
Share on Google Plus

Editor Blog Para Mocinhos

Thiago Silva - Estudante de jornalismo, 20 e poucos anos, curioso e extremamente gay além de editor e criador do Blog Para Mocinhos. Nos ouvidos um bom eletro pop e um pouco de indie rock, nos olhos um filme qualquer e uma boa companhia, e no coração alguma coisa que nem eu sei o que é ainda.