Ator de "Meninas Malvadas" assume ser gay

Daniel aos 35 anos
 Simplesmente odeio quando as minhas amigas amapôs [mulheres] perguntam se eu acho que fulano ou ciclano são gays ~ o motivo é simples: eu não gostaria de ver ninguém questionando minha sexualidade como se ela fosse a resposta de alguma prova, e bem, não vou chegar gritando "EU SOU VIADOOOO!" em lugar algum, mas quem quiser saber, que me pergunte pessoalmente com toda a seriedade do mundo que eu respondo sem problema algum.

Vejamos o caso do ator Daniel Franzese, de 35 anos, que ficou famoso depois de interpretar o personagem gay, Damian do filme "Meninas Malvadas" [amo esse filme porque ele influenciou bastante na formação do meu caráter ~ risos]. 

Cena do filme "Meninas Malvadas"

Daniel assumiu sua homossexualidade através de uma carta publicada ontem, 22, no site IndieWire, onde ele conta que seus agentes meio que o protegiam  sempre metindo sobre sua sexualidade, e que o papel no filme "Meninas Malvadas" o aprisionou em papeis gays. Na carta o ator também agradece ao personagem, que teria sído importante no processo de aceitação e tudo mais.

Claro, a gente sempre soube que ele era gay, afinal, todo gay tem um bom e precioso gaydar [aquela radar para identificar outros moços], e se você não tem é porque é uma bescha pêssega, e se você não sabe o que é ser pêssega é porque com certeza você é uma.

A carta vocês conferem na íntegra depois do pulo.



"Eu tinha vinte e seis; você tinha dezesseis. Você estava orgulhoso de quem era; eu era um ator inseguro. Você tornou-se um personagem icônico que se parecia com as pessoas. Gostaria que você tivesse sido um modelo para mim quando eu era mais jovem. Teria sido mais fácil ter crescido como gay.

Pessoas da indústria [do entretenimento] me viam interpretando você em “Meninas Malvadas”, mas nunca me notaram numa audição, se negando a me ver em papéis masculinos.

Damian, você arruinou a minha vida e eu estava realmente puto com você. Eu me transformei num celibatário por um ano e meio. Eu não fui a nenhum bar gay, tive alguns flertes, mas mentia quando me perguntavam se eu era gay. Eu até levei uma garota para a estreia de “Meninas Malvadas”, beijou-a no tapete vermelho, encostando nela a minha barba inconsistente.

Anos depois, homens adultos continuam a vir até mim nas ruas - alguns deles em lágrimas - me agradecendo por ser um modelo para eles. Em 2004, eu tive a oportunidade perfeita para que as pessoas soubessem quem era o verdadeiro Daniel Franzese .

Olhando para trás agora, dez anos depois, em 2014, vejo que você me ensinou a ter orgulho de mim novamente. As pessoas sempre me perguntaram se eu realmente não era gay. Mas meus agentes mentiam para me proteger. Todos os meus amigos e familiares sabiam da verdade, mas agora é hora de tudo mundo saber. Eu não tenho mais medo... de Hollywood, do armário ou das meninas malvadas. Obrigado por isso, Damian ( e Tina).”
Share on Google Plus

Editor Blog Para Mocinhos

Thiago Silva - Estudante de jornalismo, 20 e poucos anos, curioso e extremamente gay além de editor e criador do Blog Para Mocinhos. Nos ouvidos um bom eletro pop e um pouco de indie rock, nos olhos um filme qualquer e uma boa companhia, e no coração alguma coisa que nem eu sei o que é ainda.