Escutar Adele te deixa menos ou mais Gay? De acordo com um médico do Texas, Sim!


Em qualquer lugar do mundo, se um cara escuta compulsivamente Britney Spears, por exemplo, ele tem 99% de ser gay. Não iremos colocar 100% para não generalizar. Mas, apesar dela ter todo um apoio a comunidade gay, nem todo homem que curte Adele compulsivamente será necessariamente gay, correto? Diferença? Britney Spears é mais pop, mais bate cabelo... Geralmente ela chama atenção pela roupa, pela coreografia... Muito diferente de Adele que tem o seu destaque apenas pela música. Enfim...

Um documentário do canal "Channel 4" chamado de "Cure-me que eu sou gay", tem o médico John Smid do Texas dizendo que para ser heterossexual é preciso jogar todos os CDS da cantora Adele. Por ela ser tão popular na comunidade gay, ele afirma que é preciso jogar os CDS foras e começar a escutar música cristão. Oi?



Além dele, no documentário é possível encontrar outro médico afirmando que os livros para colorir tem influência na sua sexualidade  da criança e também encontra um Pastor que faz exorcismo nas pessoas para expulsar os demônios gays.

O documentário é guiado pelo médico abertamente gay Christian Jessen, 37, que foi descobrir as mais estranhas alegações bizarras sobre o mundo gay e encontrou. O médico fica impressionado que ainda em 2014 ainda exista gente crendo que a homossexualidade seja uma doença. "Undercover Doctor: Cure Me I'm Gay" foi ao ar hoje no canal "Channel 4". Sem previsões para versão legendada/dublada ou exibição no Brasil.

Via: BAFONIQUE

Share on Google Plus

Editor Blog Para Mocinhos

Thiago Silva - Estudante de jornalismo, 20 e poucos anos, curioso e extremamente gay além de editor e criador do Blog Para Mocinhos. Nos ouvidos um bom eletro pop e um pouco de indie rock, nos olhos um filme qualquer e uma boa companhia, e no coração alguma coisa que nem eu sei o que é ainda.