Curta: Triple Standard (Triplo Padrão)



Confesso que procurar, assistir e postar bons curta.metragens é algo que toma muito do meu pouco e curto tempo, mas ainda bem que existem leitores fofos que sempre mandam dicas ótimas mim, tipo o Dan que enviou a dica de hoje para o nosso e-mail [paramocinhos@gmail.com].

Resenha:

Um ex-estrela do basquete e homofóbico, que por mais incoerente que seja, dorme a 5 anos com um único homem, mas não se considera gay, e não poupa nas atitudes homofóbicas.

Apesar da relação mais que estável, o personagem principal do curta apresenta uma vida para o mundo externo e outra com o companheiro. Depois de uma explosão de homofobia depois de um jogo de basquete com os amigos, os dois, que vivem no armário, entram numa discussão intensa sobre o ser gay e o ato de se aceitar como um.

 "D" já não suporta mais as atitudes do companheiro, os comentários contra gays, sendo que todas as noites o mesmo homem não poupa o sexo com ele, dormindo juntos na mesma cama.


Triple Standard (Triplo Padrão), é o tipo de curta que merece um dia se tornar um longa metragem. Os motívos são óbvios, primeiro por ter um ingrediente que eu adoro, a beleza masculina. Nos primeiros minutos do curta, homens sem camisa, banho no vestiário e toda essa atmosfera cheia de testosterona.

Já o enredo é muito maduro e emocionante. A discussão entre os dois personagens principais serve como uma lição de vida e o principio para uma discussão sobre o que é ser gay, a hipocrisia, a visão da sociedade sobre tudo isso, e a homofobia muitas vezes velada.

Juro que é dificil comentar sem entregar todo o curta, então, partindo desse princípio, paro por aqui, e para vocês: bom curta!

Share on Google Plus

Editor Blog Para Mocinhos

Thiago Silva - Estudante de jornalismo, 20 e poucos anos, curioso e extremamente gay além de editor e criador do Blog Para Mocinhos. Nos ouvidos um bom eletro pop e um pouco de indie rock, nos olhos um filme qualquer e uma boa companhia, e no coração alguma coisa que nem eu sei o que é ainda.