Katy Perry tentando fazer a egípcia no clipe de "Dark Horse"


Finalmente foi divulgado o clipe de "Dark Horse", terceiro single do disco "PRISM" da fofuxa e descolada Katya Perry. Liberado na tarde de hoje, 20, o vídeo é uma referência clara ao Egito antigo, e a moça veio toda colorida incorporada de Katy Patra, que alguns chamam de alter ego, mas eu acho que foi só mais uma personagem para um clipe, e nada mais.

O vídeo que extremamente colorido, não condiz em nada com a música, já que não tem nada de dark e muito menos um cavalo. Depois da performance no Grammy 2014 onde a cantora apresentou a música numa referencia clara as bruxas e a inquisição, era esperado um vídeo obscuro e com essa temática, mas depois da liberação das prévias do clipe da semana, todo mundo percebeu que isso não existiria.

A música é ótima [a minha predileta do CD, seguida de "Legendary Lovers"), o clipe, claro é bem a cara da Katy, colorido, fofo, e cheio de humor, mas confesso que fiquei desapontado. O enredo, é mais ou menos uma princesa do Egito desejada por vários homens, mas que mata todos e toma para sí os caros presentes que eles lhe dão para conquistar seu coração.

Aperta o play e vem ter uma overdose de cores, com esse escravos saídos diretos do filme "Avatar" :


Há boatos de que o vídeo é uma homenagem para a sua best amiga Riennes, que faz aniversário exatamente hoje, no dia da divulgação do vídeo, e que tem uma tatuagem em referência ao Egito, igualzinho a algumas cenas no final do clipe.
Homenagem ou não, o fato é que tem "triângulo" de mais nesse babado, cores de mais, e claro, a gente já catou que a Katy também é illuminati.
Share on Google Plus

Editor Blog Para Mocinhos

Thiago Silva - Estudante de jornalismo, 20 e poucos anos, curioso e extremamente gay além de editor e criador do Blog Para Mocinhos. Nos ouvidos um bom eletro pop e um pouco de indie rock, nos olhos um filme qualquer e uma boa companhia, e no coração alguma coisa que nem eu sei o que é ainda.