Deputado evangélico processa a Rede Globo por exibir beijo gay


Outro dia numa aula da faculdade escutei um colega dizer a seguinte verdade: "gente, eu tinha uma tia que era super inteligente, uma bióloga talentosíssima, até um dia se tornar evangélica".
Longe de mim usar a frase para dizer que todo evangélico é burro, até porque meus pais são e caiam, eu também já fui um dia, mas o fato é que existem alguns exemplares de protestantes que você olha e pensa: é sério que esse tipo de gente existe?

Vejamos o caso do pastor baiano e deputado estadual Sargento Isidório, que entrou com um processo contra a Rede Globo, ontem, 04, na Assembléia Legislativ da Bahia. Segundo Isidório a emissora agrediu a família brasileira quando exibiu o beijo entre os personagens Félix e Niko na novela "Amor à Vida". 

No documento, o pastor alega que a emissora exibe "cenas de sexo, beijos entre homossexuais, traições conjugais, homicídios, tentativas de homicídios, assédio moral, humilhação, dentre muitas outras, de maneira tendenciosa, atentam contra os bons costumes, com a finalidade de promiscuir e assim destruir as famílias tradicionais cristãs". Em alguma lugar ele achou que isso é um grave atentato ao pudor e por isso resolveu entrar com o processo.



Vale lembrar que o deputado é um ex-homossexual assumido, e que foi curado graças ao poder de Deus, mas ele mesmo afirmou que não pode ficar perto de homem que é pra não ter uma recaída [sim, ele mesmo disse que há esse risco] inclusive postamos até sobre isso aqui no blog.

Sobre o processo do pastor contra a Globo, eu só acho que a televisão dele, assim como a de todos os outros seres vivos, tem uma botão chamando "desligar" e que resolveria boa parte dos problemas deles, e outra coisa: viado, corno, rapariga, prostituta, ladrão, assassino, e divórcio são coisas bem antigas e que existiam muito antes da Globo.  E se ele tá achando ruim ver dois homens se beijando na televisão, quem vai processar ele sou eu, porque eu sou gay e me senti humilhado com essa atitude dele.

* Ou quem sabe numa última hipótese: ele anda fazendo a escola feliciânus de como ganhar destaque na mídia.
Share on Google Plus

Editor Blog Para Mocinhos

Thiago Silva - Estudante de jornalismo, 20 e poucos anos, curioso e extremamente gay além de editor e criador do Blog Para Mocinhos. Nos ouvidos um bom eletro pop e um pouco de indie rock, nos olhos um filme qualquer e uma boa companhia, e no coração alguma coisa que nem eu sei o que é ainda.