Testículo grande é sinônimo de infidelidade, diz estudo


O tamanho do testículo de um homem pode indicar grande potencial de infidelidade. Segundo um estudo realizado por cientistas da Universidade de Oslo, na Noruega, os primatas que possuem esse órgão em maiores proporções são mais propensos a serem infiéis.

De acordo com o professor Petter Bockman, que participou dos trabalhos, também é possível determinar o grau de fidelidade da fêmea olhando para o tamanho dos testículos do homem. A menos fiel terá macho com testículos maiores, descreve.

- Se o macho vai apenas fertilizar a fêmea e não tem nenhum competidor, ele precisa apenas de uma quantidade suficiente de espermatozoide que atinja o óvulo. Se a companheira está ao lado, é inteligente da parte dela optar por algo que ofereça uma maior quantidade sêmen - disse o pesquisador ao jornal inglês “The Telegraph”.

A lógica ocorre desta forma pois há um fluxo mais abundante de sêmen em testículos maiores. Aqueles que deixam a maior quantidade de esperma têm a maior chance de gerar descendentes.
Bockman alerta que os chimpanzés Bonobos têm grandes testículos e costumam acasalar em grandes grupos, diferentemente, por exemplo, dos gorilas - cujos órgãos são uma vez e meia menores que o dos seres humanos.

Ainda segundo a pesquisa realizada na Noruega, animais com curta expectativa de vida podem ter grandes testículos. É o caso dos gafanhotos. Neles, o órgão ocupa metade da massa corporal. Nos ouriços-do-mar, o exemplo se repete.

- Os testículos dos ouriços são ainda maiores. Eles desovam diretamente no oceano, para aumentar a chance de fertilizar os óvulos. Na pratica, os ouriços-do-mar são enormes testículos com um pouco de casca em torno dele - explica Bockman.

Via: O GLOBO

Ai você pensa: mas gente, agora se eu quiser um namorado fiel vou ter que reparar se ele tem "os ovos" grandes ou não? E se eu tiver fetiche por homem "sacudo" [sou desses] vou levar chifre pro resto da vida? 
Gente me ajuda!


Share on Google Plus

Editor Blog Para Mocinhos

Thiago Silva - Estudante de jornalismo, 20 e poucos anos, curioso e extremamente gay além de editor e criador do Blog Para Mocinhos. Nos ouvidos um bom eletro pop e um pouco de indie rock, nos olhos um filme qualquer e uma boa companhia, e no coração alguma coisa que nem eu sei o que é ainda.