Dica de filme: Um Estranho no Lago


Finalmente janeiro e com isso as tão desejadas férias para alguns, inclusive para mim [nesse caso forçadas porque pedi demissão do emprego #risos]. O fato é que tentarei pelo menos durante janeiro tornar semanal as nossas dicas de filmes, salvando talvez as férias mais tediosas de alguns.

A dica de hoje é o filme francês “Um Estranho no Lago” (L'Inconnu du Lac), de 2013, que consegue com proeza criar um suspense, não apenas gay, mas revelador e sem nenhum pudor, sendo capaz de chocar até mesmo os nem tão conservadores assim.

Tendo como única paisagem um belo lago e um bosque ao fundo, o longa de Alain Guiraudie, apresenta Franck (Pierre Deladonchamps) um jovem gay, corajoso e ao mesmo tempo desafiador, que entre idas e vindas vai ao lago a procura de sexo fácil, ou apenas amigos, e acaba encontrando mais do que isso. 

Henri um homem recém-separado, solitário e que frequenta o local apenas para observar, passar o tempo e enfim estabelecer uma relação de amizade com Franck. Apesar das falas duras e diretas os dois criam  um enlace; até a chegada de Michel (Christophe Paou), um sujeito sedutor e profundamente misterioso.


A paz do lago é abalada com a morte de um jovem que tem seu corpo encontrado entre as pedras do local. Franck sabe mais do que deveria sobre o crime, mas esconde tudo isso em nome de um desejo físico e sentimental por Michel, esse mesmo sentimento e coragem do jovem doam ao filme algumas cenas de suspenses que encheriam os olhos do grande Hitchcock.

Silencioso e ao mesmo tempo carregado de sentidos “Um Estranho no lado” consegue por em cheque alguns temas que ainda permeia o universo gay, como o sexo casual e arriscado, a banalização da vida e dos sentimentos, e mais uma vez enche as telas com muita nudez, as vezes alimentando um estereótipo para logo em seguida interroga-lo.

O filme vale pelo mistério, pela bela paisagem e aos admiradores do nu artístico, fica a dica de pouco mais de uma hora e meia de filme. Limpem a mente, esqueçam os pudores, apaguem a luz e bom filme.



Share on Google Plus

Editor Blog Para Mocinhos

Thiago Silva - Estudante de jornalismo, 20 e poucos anos, curioso e extremamente gay além de editor e criador do Blog Para Mocinhos. Nos ouvidos um bom eletro pop e um pouco de indie rock, nos olhos um filme qualquer e uma boa companhia, e no coração alguma coisa que nem eu sei o que é ainda.