"Perfume" da Britney ganha forró remix e vira "Cheiro de Quenga"

Eu aqui em casa  performando cada música deliciosa desse post 
Berenice me segura que eu vou bater ~ vou bater uma siriríca de tanta emoção.
Claro, que isso tudo se deve ao fato de que o nosso Brasil é mesmo um país delicioso, cremoso e que equivale a um pote de sorvete napolitano.

É que o perfil Cosmik no Soudcloud [e que tem no avatar a foto de um cafuçu belíssimo] divulgou uma versão remix do single "Perfume" do Britney Jean da nossa eterna princesa do pop.
Não bastasse toda essa saliência e bate.coxa do forró ele colocou o nome da música de "Perfume ~ Cheiro de Quenga Remix" ~ palmas por favor!



Claro que eu vou aproveitar esse momento solene para comentar sobre outros dois episódio parecidos, e que eu nem postei no blog por falta de tempo. 

Primeiro teve a gostosa da Lei.de.Gaga que ganhou também uma versão remix com a cara do Sítio Siqueira [uma casa de forró vipadíssima aqui de Fortaleza #sqn]. O lindo do DJ Massa pegou “Do What U Want” da Mother Monster e juntou com “Enfica”, da banda Aviões do Forró.

Juro que ficou tão safado que eu mesmo já estou com a piroca toda suada de tanto dançar isso na calçada aqui de casa com a minha vizinha rapariga.



Agora saindo dessa vibe mijador com mijador e entrando numa mais brega romântico, teve as lindas da Banda Sedutora que sambaram na nossa cara com a versão de “Wrecking Ball”, da Miley Cyrus.
A música virou "Bateu a Química" com direito a clipe oficial e tudo.

No vídeo a vocalista fazendo cara de sofrida e de plano de fundo uma história de amor que quase acabou, interpretada por uma casal lindo e talentoso ~ assim igual a gente.

Já vou adiantando que a letra gruda mais do que esperma nos pelos da perna, eu já estou cantando isso faz bem uma meia-hora ♫ Me olhou, te olhei, paquero, paquerei, dai então bateu a química ♪ 

Share on Google Plus

Editor Blog Para Mocinhos

Thiago Silva - Estudante de jornalismo, 20 e poucos anos, curioso e extremamente gay além de editor e criador do Blog Para Mocinhos. Nos ouvidos um bom eletro pop e um pouco de indie rock, nos olhos um filme qualquer e uma boa companhia, e no coração alguma coisa que nem eu sei o que é ainda.