Christina Aguilera e Gaga sambando na cara da sociedade



Ontem aconteceu talvez um dos eventos de maior importância para a comunidade gay do Brasil [e porque não dizer do mundo?] Vamos ver se vocês acertam:

A) ROLOU O PRIMEIRO BEIJO GAY EM UMA NOVELA NA TV ABERTA BRASILEIRA
B) FINALMENTE FOI APROVADO O PL QUE CRIMINALIZA A HOMOFOBIA
C) SUA AMIGA PITOSÍSSIMA E FEIA ARRUMOU UM ALEMÃO E  VAI PRA EUROPA

Tá tô de deboche, na verdade foi a Gaga performando "“Do What U Want” na final do "D.Voici" junto a Xtina Aguilhera. Isso mesmo, eles reuniram dois monstros da música pop atual, colocaram no mesmo palco cantando e performando juntas. O.M.G!

O sucesso foi tanto que “Gaga and Xtina” ficou rapidinho no trend.topics do mundo todo. Não bastasse isso, a venda do single que estava em  25° lugar no iTunes dos E.U.A logo depois da apresentação foi para 15° colocação de vendas.

E olha, dizem que uma havia intriga entre as duas, mas isso também acabou depois da noite de ontem. Gaganás e Floptina começaram a se seguir no twitter logo em seguida.


POR FALAR EM INTRIGA

Apesar de todo mundo achar que o atraque do programa seria entre Floptina e Gananás, na verdade o babado tava rolando mesmo entre a Mother Monster e o Adam Me.Come Levine, jurado do programa e vocalista do Marron 5. É que logo depois do lançamento do ARTFLOP Adam comentou no twitter sobre o disco, dizendo que o cd utilizava muitas influências de outros artistas, quenda: "ugh… reciclar arte antiga para uma geração mais jovem não te faz um artista. Isso te faz um professor de arte.".

Claro que Gaganás foi lá e soltou indiretas, tanto que nem citou o nome de ninguém: "oh oh gente a polícia da arte está aqui”. Pronto! O desconforto estava instaurado." twittou a cantora.

O importante é que a apresentação ficou linda, infelizmente as duas não saíram se atracando e bolando por cima daquela concha ~ meu sonho era isso. E que a Xtina como sempre não perdeu a oportunidade de ser abusada:

Share on Google Plus

Editor Blog Para Mocinhos

Thiago Silva - Estudante de jornalismo, 20 e poucos anos, curioso e extremamente gay além de editor e criador do Blog Para Mocinhos. Nos ouvidos um bom eletro pop e um pouco de indie rock, nos olhos um filme qualquer e uma boa companhia, e no coração alguma coisa que nem eu sei o que é ainda.