Depressão e rejeição são os principais motivos que levam gays a usarem drogas



Muitas vezes associada à vida noturna e à diversão nas baladas, a verdade que motiva os gays a usarem drogas é a rejeição e a depressão. Pelo menos é o que mostrou um estudo da University of Central Lancashire, em Londres (Inglaterra). O relatório, que destina-se a criar um banco de dados nacional sobre drogas e álcool entre LGBTs, também apontou que esse grupo é mais suscetível ao mundo das drogas.

Durante cinco anos, a Fundação de Gays e Lésbicas da universidade realizou um estudo chamado “Parte da Imagem”, onde analisaram mais de 7.000 pessoas na comunidade LGBT do país. De acordo com este estudo, gays, lésbicas e bissexuais são mais propensos a ser dependente de drogas e álcool em comparação com os héteros.

As respostas revelaram que mais de um quarto dos entrevistados são dependentes de substâncias como a maconha, poppers, cocaína, ecstasy, ketamina e anfetaminas. O relatório também afirma que aqueles que usam mais de uma substância são mais propensos a ser dependentes.

Segundo a Dr. Caroline Yorston, responsável pela área de Políticas e Pesquisas da fundação, os participantes do estudo relataram que o isolamento e a depressão são as principais razões sociais e emocionais que os motivam a consumir drogas. “Nós sabemos que esses problemas afetam desproporcionalmente lésbicas, gays e bissexuais. Com o estudo, poderemos começar a entender melhor o porquê do uso da substância é maior entre a comunidade LGBT”, disse.

Via: Pheeno
Share on Google Plus

Editor Blog Para Mocinhos

Thiago Silva - Estudante de jornalismo, 20 e poucos anos, curioso e extremamente gay além de editor e criador do Blog Para Mocinhos. Nos ouvidos um bom eletro pop e um pouco de indie rock, nos olhos um filme qualquer e uma boa companhia, e no coração alguma coisa que nem eu sei o que é ainda.