Transgêneros vão poder usar nome social em universidade do Ceará


E mais uma vez essa minha terra linda e gostosa que é o Ceará sambando na cara das recalcadas ~ Cata a notícia:

Agora servidores e alunos da Universidade Federal do Ceará poderão o nome social, como preferem ser chamados cotidianamente, em registros funcionais e acadêmicos da Universidade Federal do Ceará (UFC). O Conselho Universitário aprovou a resolução por unanimidade na última sexta-feira (4) a partir de uma solicitação da comunidade acadêmica. O nome social deve ser registrado em documentos de servidores e alunos da universidade, seguido pelo nome de registro civil entre parênteses.

De acordo com a UFC, em documentos de uso interno, de visualização aberta ao público, somente deve ser registrado o nome social, acompanhado do número de matrícula para estudantes ou dos servidores. Em documentos de identidade estudantil, endereço de correio eletrônico e nome de usuário em sistemas de informática também devem constar apenas o nome social.

A resolução traz exceções para registro do nome social, como em diplomas, declarações, certificados e atas de colação de grau de estudantes e de participação em conselhos ou comissões institucionais. Nestes casos, deverão conter apenas o nome civil para o reconhecimento. Nas cerimônias de colação de grau, a outorga será realizada considerando o nome social.

O Conselho Universitário da UFC determinou ainda que os processos de seleção internos da UFC passam a aceitar documentos que contenham o registro civil e nome social.

Funcionários da UFC relatam terem presenciado casos de constrangimento entre alunos transgêneros, como a resposta à chamada de aula. "Vejo alunos que sofrem cotidianamente por terem um nome que não condiz com sua identidade e fico feliz por ver essa resolução aprovada", disse a professora Vládia Maria Cabral Borges, do Centro de Humanidades.

Requerimento

Para inclusão do nome social, servidores e alunos interessados precisam solicitar o requerimento na universidade. Alunos de graduação e pós-graduação devem procurar, respectivamente, a Pró-Reitoria de Graduação e a Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação. No caso de servidores docentes e técnico-administrativos, o requerimento é feito na Pró-Reitoria de Gestão de Pessoas (Progep). Para os menores de 18 anos, o requerimento deve ser acompanhado de termo de autorização por escrito dos pais ou responsáveis legais, reconhecido em cartório.

Via: Homorrealidade

Olha gente, juro que fico muito feliz, até porque conheço a realidade de muitos amigos transgêneros que estudam na UFC. E olha, já que agora tô podendo, vou entrar com esse pedido também, e ainda vou na justiça pra mudarem o nome no meu RG. A partir de agora me chamarei [que rufem os tambores]:

Share on Google Plus

Editor Blog Para Mocinhos

Thiago Silva - Estudante de jornalismo, 20 e poucos anos, curioso e extremamente gay além de editor e criador do Blog Para Mocinhos. Nos ouvidos um bom eletro pop e um pouco de indie rock, nos olhos um filme qualquer e uma boa companhia, e no coração alguma coisa que nem eu sei o que é ainda.