Tom of Finland: vida do mestre da arte arte e do homoerotismo deve virar filme



Quem nunca olhou para um policial bonitão, imaginou coisas e disse a si mesmo: “Me prenda agora”. Verdade seja dita, até os mais puritanos um dia teve o desejo de encontrar na sua frente algum ou alguns daqueles super-homens, com enormes músculos e órgãos sexuais, criados por Tom of Finland.

Nascido Touko Laaksonen (1920-1991), o artista finlandês produziu milhares de ilustrações (3500, aproximadamente), muitas compostas de homens musculosos em vários estados de nudez, incluindo a completa e algo de S&M. Podemos dizer, sem um pouco de duvida, que esse artista criou um padrão de masculinidade que seduz não só os gays, mas qualquer público.

Esta semana, uma companhia finlandesa lançou no YouTube o segundo teaser de 'Tom, The Movie' (Tom, o Filme) -- o primeiro veio em abril. Pouco se sabe ainda do enredo, pois tudo em está em fase de pre-produção e o lançamento está previsto para 2015. Não se trata de documentário, mas de algo biográfico baseado no homem por trás do artista.

"Até o ano de 1971, ser gay na Finlândia poderia dar cadeia por muitos anos. Ele nasceu em 1920 e já na infância desenhava homens nus. Enquanto desenhava, usava apenas botas de couro. Quando jovem, lutou na guerra e teve relações sexuais com seus companheiros, tanto finlandeses quanto alemães. Quando adulto, viveu uma vida dupla: de dia, era pianista e um talentoso artista de publicidade; à noite, um gênio criador de desenhos eróticos. Identificamos ele através dos couros, dos músculos enormes e dos paus ainda maiores – dando um ar de masculinidade a esse homem gay . Sabemos quem é Tom of Finland. Conheça agora Touko." (YouTUbe - Special Film Company)


Tom mergulhou profundamente no arquétipo da masculinidade e por isso é considerado a maior influência da pornografia gay. Alguns o consideram de mau gosto e acham seu trabalho pura masturbação. Análises científicas à parte, a obra de Tom of Finland é considerada especial por vários curadores e especialistas em arte.

O Museu de Arte Moderna de NY e o Los Angeles County Museum têm vários trabalhos de Tom of Finland em seu acervo. Ilustrações do artista foram publicadas em vários livros pela editora Taschen, incluindo "Tom of Finland XXL", com 666 páginas

A Helsinki-Filmi garante que a produção do filme é a primeira autorizada pelo 'Tom of Finland Foundation'. Ele foi tema do documentário 'Daddy and the Muscle Academy: The Life and Art of Tom of Finland' (1991) e do curta "Botas, bíceps e malas: Vida & Obras de Tom of Finland" (1988).

Via: Identidade G

Share on Google Plus

Editor Blog Para Mocinhos

Thiago Silva - Estudante de jornalismo, 20 e poucos anos, curioso e extremamente gay além de editor e criador do Blog Para Mocinhos. Nos ouvidos um bom eletro pop e um pouco de indie rock, nos olhos um filme qualquer e uma boa companhia, e no coração alguma coisa que nem eu sei o que é ainda.