Jogador do Corinthians posta beijo gay no Instagram e causa polêmica


Sou do tipo que sempre achou o futebol uma coisa meio sem sentido, não o esporte em sí, mas a imbecilidade a que ele induz certos espécimes de homens heterossexuais ~ é claro.
Vamos a um exemplo claro de que futebol é sim sinônimo de homofobia e imbecilidade ~ principalmente quando se trata de "Corinthians".

Emerson Sheik jogador do time citado, resolveu polemizar e para isso publicou em seu instagram uma foto onde ele dá um selinho no amigo Isaac Azar, que é dono de uma badalado restaurante em SP. Os dois são heterossexuais, tanto que Emerson tem sua namorada e Isaac é casado e já tem duas filhas. A intenção dos dois era realmente polemizar, o problema é que a coisa tomou proporções bem maiores: “A gente sabia que ia trazer repercussão e fez isso de maneira muito consciente. Falamos ‘vai ter repercussão, você aguenta? Aguento. Eu também, então vamos pra cima’. Não adianta só ficar falando, alguém tem que botar a cara, a gente fez isso para abrir a cabeça das pessoas, para defender uma inclusão social. Queremos defender a causa contra a homofobia que está se tornando algo absurdo”.

Issac disse ainda que o gesto foi uma prova de amizade ao seu amigo. “Foi um selinho mais simbólico do que qualquer outra coisa, ele é um grande amigo, foi um jeito de manifestar a a amizade. Quando minha mulher ficou grávida, ele comemorou um gol em homenagem a ela; Eu brinco todos os dias com as minhas filhas dando selinho, e isso não quer dizer que eu seja pedófilo. Fazer esse vínculo, é triste”



PROTESTOS

Não demorou muito para que torcedores do Corinthians protestassem contra a tal foto do beijo. Hoje cinco torcedores foram até a a imprensa com faixas que diziam coisas terríveis. Mas claro, não podíamos esperar coisa melhor vindo deles.

"A nação inteira está freneticamente indignada. Pode até ser a opção dele, mas nós estamos sempre tirando sarro dos bambis [modo pejorativo com o qual é chamada a torcida do São Paulo]. O mínimo que ele tem de fazer é um pedido de desculpas", disse Marco Antônio, membro da diretoria da Camisa 12, torcida organizada do Corinthians.

"A gente não quer ser homofóbico, mas tem de ter respeito com a camisa do Corinthians. Aqui não vai ficar beijando homem. Hoje são 5, amanhã são 50 e depois 500. Vamos fazer a vida dele um inferno", disse Marco Antônio.

AGORA O MAIS IMPORTANTE: A MINHA OPINIÃO SOBRE TODA ESSA PUTARIA




Share on Google Plus

Editor Blog Para Mocinhos

Thiago Silva - Estudante de jornalismo, 20 e poucos anos, curioso e extremamente gay além de editor e criador do Blog Para Mocinhos. Nos ouvidos um bom eletro pop e um pouco de indie rock, nos olhos um filme qualquer e uma boa companhia, e no coração alguma coisa que nem eu sei o que é ainda.