Heterossexual apanha no Rio por ser confundido com gay


Enquanto os os conservadores e evangélicos acreditam que não há homofobia no País, pessoas continuam apanhando – inclusive heterossexuais.

No domingo, 19, o jornalista Fernando Soares, de 39 anos, heterossexual, apanhou de três bombados dentro de um bar na Lapa, zona central do Rio, porque acharam que ele fosse gay.

“Eu saí para ir ao banheiro e, quando voltei, três rapazes bem fortes e musculosos estavam sentados perto da porta. Eles diziam que não toleravam veadagem, e um deles me chamou de veadinho. Olhei para ele e falei assim: “Olha, que preconceito é esse?”. Eles já levantaram me socando. A partir daí, eu já não vi mais nada. Caí, bati com a cabeça e desmaiei. Fui levado pelos amigos para um hospital”, disse a vítima, ao jornal “O Globo”.

Soares, que participa de movimentos sociais, acredita que a sociedade precisa se mobilizar para melhorar o País. “Assim como aconteceu comigo, pode acontecer com outras pessoas, principalmente se for homossexual, negro, índio ou nordestino.” Os amigos da vítima foram à polícia denunciar a agressão.

O jornalista, que teve uma concussão cerebral, fraturou a mandíbula e iria fazer uma terceira tomografia por conta de muita dor de cabeça, pede que a homofobia seja criminalizada.” Os legisladores precisam criar leis mais duras contra a homofobia e qualquer tipo de preconceito.”

Via: ParouTudo
Share on Google Plus

Editor Blog Para Mocinhos

Thiago Silva - Estudante de jornalismo, 20 e poucos anos, curioso e extremamente gay além de editor e criador do Blog Para Mocinhos. Nos ouvidos um bom eletro pop e um pouco de indie rock, nos olhos um filme qualquer e uma boa companhia, e no coração alguma coisa que nem eu sei o que é ainda.