Seu rosto diz se você é ativo ou passivo, garante pesquisa


Da série: pesquisas sem noção, que só me levam a crer que faltam roupas e louças pra esses pesquisadores irem lavar, porque né?

Essa daqui foi publicada na edição de abril da revista Archives of Sexual Behavior, e afirma que podemos identificar corretamente se o boy é ativo ou passivo baseado nas características do rosto dele ou “masculinidade perceptível”. 
Bem, deixa eu rasgar o que a publicação diz e depois a gente comenta essa delícia de pesquisa revolucionaria ~ sqn:

O estudo diz: “Nos determinamos que a relação perceptível entre entre homens e as posições sexuais na realidade eram mediadas pela masculinidade perceptível. Juntos, esses resultados sugerem que as pessoas podem se basear em percepções de características relevantes para o esteriótipo de posições do gênero homem-mulher e relações heterossexuais para concluir a posição sexual em relações do mesmo sexo. Assim, relações entre casais do mesmo sexo e o comportamento sexual podem ser perceptualmente enquadrados, entendidos e possivelmente estruturados em formas similares às relações entre casais de sexos opostos, sugerindo que as pessoas pode se basear nessas inferências para formar percepções precisas.”

Os pesquisadores Konstantin O. Tskhay e Nicholas O. Rule ressaltam que “as descobertas são interessantes porque sugerem que as pessoas tentem a generalizar suas percepções estereotipadas do formatos de relações heterossexuais para outras formas de comportamentos sexuais.” Eles ainda acrescentam: “Pessoas podem portanto interpretar uma variedade de relacionamentos com o olhar das convencionais dicotomias sexuais homem-mulher”, dizem, notando ainda que é possível que “efeitos similares possam ser observados em relações não sexuais, como amizade e interações interpessoais gerais”.

Agora caindo na linda realidade: trago a tona um ditado muito falado por uma amiga minha travestchi: "quem vê cara, não vê pohha nenhuma", e eis aí verdade suprema da vida.

A gente sabe que tá cheio de machinho bombado, que toma suplemento, usa bermudão, chama os amigos de "bróther" mas na hora do deita e rola na cama com o namorado, ele vira de costas, fica de quatro e [vocês sabem].

Não quero desmerecer a tal pesquisa, que ao meu ponto de vista chega a ser até meio preconceituosa, mas baseado nas minhas, nas suas, nas nossas observações empíricas, creio que esse babado tá errado.
Nem característica de rosto ou masculinidade perceptível, define quem é o que na cama quando se trata de um relacionamento entre dois homens, nas verdade isso nem existem.

A verdade é que quando dois homens se relacionam, entre quatro paredes o que existem são apenas dois homens, e não um querendo agir como homem e outro querendo agir como uma mulher.

Me amem e podem tatuar a frase acima nos seus "cóquis".
Beijos!

Share on Google Plus

Editor Blog Para Mocinhos

Thiago Silva - Estudante de jornalismo, 20 e poucos anos, curioso e extremamente gay além de editor e criador do Blog Para Mocinhos. Nos ouvidos um bom eletro pop e um pouco de indie rock, nos olhos um filme qualquer e uma boa companhia, e no coração alguma coisa que nem eu sei o que é ainda.