Daniela Mercury e seu brilho de todas as cores


Como todo mundo já sabe, eu sou gay, vocês e agora a Dani Mercury tbm [sinta a intimidade]. Depois da saída pós-armário a diva mor do axé foi capa das duas maiores revistas do país, deu entrevista ao "Fantástico" e fez um puta movimento na mídia e na sociedade brasileira.

Que chorem os Felicianos, as Joelmas, o fundamentalistas religiosos, ou qualquer um que não consiga enxergar algo além do seu umbigo. Daniela levantou a bandeira e fez sim um ato político, pelo menos é o que foi afirmado na revista "ÉPOCA" onde a cantora e sua esposa são a capa dessa semana. Outra publicação que estampou as duas foi a revista "VEJA" que a pouco tempo foi alvo de crítica dos gays por publicar um artigo contra a criminalização da homofobia e união entre pessoas do mesmo sexo.

Tem quem diga que é bacana ver duas revistas desse porte abrindo espaço para todas as cores, eu prefiro acreditar que elas estão andando no barco de "o mundo é gay" então vamos entrar nessa onda.
Basta comparar as duas capas para entender bem isso, em uma delas a cantora aparece quase beijando sua parceira, e as cores da bandeira gay destacam o ato, na outra Daniela e Malú (sua companheira) aparecem abraçadas, sorrindo, felizes mas sem nenhum elemento que ressalte o amor ou a feminilidade das duas. Se eu viajei demais, please, me perdoem.

Acho louvável a atitude de ambas e de todos os artistas que tem manifestado sua opinião a favor da causa LGBT. Uma guerra de argumentos e ideologias esta acontecendo no país, e muita coisa deve mudar.
Só espero que mais estrelas da música, da TV e de todas as artes, possam mostrar que assim como Daniela, brilham em todas as cores.


Share on Google Plus

Editor Blog Para Mocinhos

Thiago Silva - Estudante de jornalismo, 20 e poucos anos, curioso e extremamente gay além de editor e criador do Blog Para Mocinhos. Nos ouvidos um bom eletro pop e um pouco de indie rock, nos olhos um filme qualquer e uma boa companhia, e no coração alguma coisa que nem eu sei o que é ainda.