Inglês passará por mudança de sexo para se tornar 'Rihanna'

Quase gêmeas ~ separadas por um peido
O estudante Shaqua Lee (nas fotos acima), de 19 anos, vai ser submetido em breve à cirurgia para mudança de sexo bancada pelo sistema de saúde pública do Reino Unido. O objetivo de Saqua, morador de Watford (Inglaterra), é se tornar um clone de Rihanna.

Depois de revelar à família que queria mudar o sexo, três anos atrás, Saqua passou a viver como "mulher". Aos 16 anos, ele foi diagnosticado com desordem de identidade de gênero, o que garantiu acompanhamento do NHS (o SUS britânico).

Saqua, que realizou tratamento com hormônio feminino, disse ao "Sun" que mal vê a hora de se tornar uma Rihanna, a grande referência dele.


Na reportagem, o inglês disse que copia tudo da estrela da música pop: das roupas e perucas ao comportamento sexy.

"Ela é um ídolo fantástico para mim, já que é feminina, sexy e tremendamente bem-sucedida. Quando você é um transgênero, é difícil imiginar com o que você vai parecer quando virar mulher. Então ter a Rihanna para copiar me deu confiança", disse o jovem.

Fonte: O Globo
Olha gente, todo mundo tem uma amigue, ou conhece ou já viu alguma gay, com aquele cabelo negro, liso, atrevido e quase fazendo cosplay da Riennes ~ então pra mim isso não é novidade, exceto o fato de que a "guei" vai fazer a mudança de "sequiçu".

Agora a gatinha sair no "The Sun" dizendo que depois da cirurgia vai ficar parecida com a Rihanna ~ EEEEEEPA, EEEEEPA, EEEEEEEPA!
Preciso rever todos os meus conceitos de "parecer" nesse exato momento, porque olha, a bicha parece um gremlin do mal e ainda não acordou pra essa realidade?! Gatinha, nem o famoso cirgurgião heterossexual Dr. Robert Rey conseguiria fazer esse milagre. Então largue de besteira e venha pra luz.

Share on Google Plus

Editor Blog Para Mocinhos

Thiago Silva - Estudante de jornalismo, 20 e poucos anos, curioso e extremamente gay além de editor e criador do Blog Para Mocinhos. Nos ouvidos um bom eletro pop e um pouco de indie rock, nos olhos um filme qualquer e uma boa companhia, e no coração alguma coisa que nem eu sei o que é ainda.