Por ser gay, ator Matt Bomer teria perdido papel em Cinquenta Tons de Cinza


Antes que alguma gay maldita faça o favor de dizer que essa notícia é old ~ eu já sei querida, mas como não havia postando antes...

Bem, para quem não sabia ainda, a trilogia safada "Cinquanta Tons de Cinza" deve estar ganhando as telas dos cinemas, e claro, para isso, eles precisam de atores.
O fofo, lindo, mágico e assumidamente gay Matt Bomer, 34, mais conhecido por sua atuação no sucesso mundial "White Collar" e por sua participação na série "Chuck" teria sido um dos indicados para viver Christian Grey, o milionário comedor de xoxota da série de livros, porém o ator perdeu o papel por ser gay [é o que dizem].

Matt assumiu seu casamento com o publicitário Simon Halls em fevereiro de 2012, o que talvez não tenha agradado aos fans do livro, que xingaram pencas no twitter, e o roteirista do projeto foi quem teve que aguentar o fuá todo: "Eu não estou discriminando Matt Bommer por causa de sua sexualidade. Cinquenta Tons de Cinza exige um ator que goste genuinamente de mulheres, entendem? Chamar Bommer para o papel do protagonista seria absolutamente ridículo", escreveu o roteirista Bret Easton Ellis no Twitter.

Mas essa não é a primeira vez que Matt perde um papel graças a sua sexualidade, ele estava cotado para viver o homem de aço no filme "Superman: Flyby", mas dizem as más línguas que ele perdeu o papel por ser homo.

Mas... adivinha quem faz um stripper gostoso no filme "Magic Mike" ao lado de Channing Tatum, Alex Pettyfer e Matthew McConaughey?
Pois é, nesse filme Matt conseguiu um papel ~ coisas de Hollywood.

Matt sendo lindo e sensual [sem ser vulgar] em Magic Mike ~
#status: com o dedo no cooh

Matt [de barba] ao lado do namorado Simon Halls
Vejo essas fotos e me pergunto: Beschan o amor é cego mesmo nean?!

Share on Google Plus

Editor Blog Para Mocinhos

Thiago Silva - Estudante de jornalismo, 20 e poucos anos, curioso e extremamente gay além de editor e criador do Blog Para Mocinhos. Nos ouvidos um bom eletro pop e um pouco de indie rock, nos olhos um filme qualquer e uma boa companhia, e no coração alguma coisa que nem eu sei o que é ainda.