Nem só com ativos e passivos se faz uma canoa


Senta que a gente vai falar sobre um troço muito foda; sobre todas essa versatilidade de interesses e comportamentos sexuais que a cada dia as gays estão desenvolvendo nesse mundo tão safado que a gente vive ~ e ama.

Bem lembro quando eu, uma little gay meio pêssega descobri o sentido do ser ativo, passivo e versátil. Com o tempo alguém tentou me incutir na cabeça que as passivas eram mais phemininas e menos valorizadas por isso, claro, mandei todo mundo ir tomar no cooh e pensei: beu abor, pra ser pacsivan tem que ser muito hômi queridan, ou tu pensa que é pra qualquer um dar o cooh?!

Pois bem, com o decorrer da vida, o jogo te mostra que tudo pode não ser porra nenhuma, traduzindo, esqueça os conceitos, a coisa pode ser muito pior. Vamos a elas:


ATIVO ~ essa é a definição mais natural da coisa, o simples ativo, que gosta de comer, apenas comer, mas esse ainda se dá ao trabalho de lhe tratar como gente, olhar nos seus olhos, e ainda beija na boca. Esse tipo de ativo assume que é gay, vai pra buatchi e vale até uma socialização, mas olha, gente assim não dura muito. Só rende até ele conhecer alguém que mostra a ele as delícias de dar o cooh e o dito cujo virar versátil. 

ATIVO HARD CORE ~ esses aqui são perigosos, mas reza a lenda que fazem gostoso. É aquele ativo que não chupa, não paga cunete e nem cospe na tua bunda pra lubrificar, é o bicho bruto mesmo. Alguns cafuçus tem essas características, e caiam, alguns homens casados, que vão nos "inferninhos" da vida só pra abusar das little.gays se encaixam nesse perfil. Só digo uma coisa: fiquem longe deles, exceto se você for uma trava perigosa, adorar levar tapa na cara, e souber se defender. 

ATIVO LIBERAL ~ vejamos, esse tipo de ativo, come, chupa, beija, diz que ama, e ainda pede um fio terra. Bem, na verdade o ativo liberal é aquela bicha que é recém passiva e tem medo de dar o cooh pra qualquer um, ou então é passiva mas tem vergonha de dizer, ai a gata faz o que? Coloca no perfil do MANHUNT, DIPOSNIVEL E O "CARALHO.DE.ASA.COM" que é ativo só pra fazer o truque. Não vamos julga-las por isso. 

PASSIVO ~ esse gosta de dar o cooh. Vamos para o próximo que eu não sou obrigadan! 

PASSIVO EXTREME VERSION ~ gente, esses aqui são uma coisa assustadora. Uma passivan extreme tende a ser uma pessoa profunda, do tipo que faz conpetição com azamigues pra ver quem aquenda a neca maior, e quando pega um com mais de 22cm ainda indica pras colegas. As passivas extreme não são obrigatoriamente phemininas, mas são abusadas na cama. Um passiva extreme vira bicho entre quatro peredes, ele sempre quer mais, DP [dupla penetração] é pouco pra elas e nunca, nunca pegue na neca de uma passiva extreme, elas viram bicho quando o boy tá comendo o cooh da gata e pega na neca delas [nesse momento elas fazem questão de esquecer que tem isso no meio das pernas]. 
PLUS ~ reza a lenda que tem uma barbie belíssima aqui de Fortaleza que ronda os cinemões, saunas e darks da cidade dando pra meio mundo. A gata é uma passiva extreme em altíssimo grau, quem já comeu comenta que na hora do sexo ela grita incansavelmente: "come vai, come a minha buceta de macho" ~ Buceta de macho? Oi? 
Paro por aqui. 

PASSIVO LIBERAL ~ sim, passiva liberal é aquela que é passiva, não tem vergonha de dizer, mas quando é preciso a gata come, mas só por obrigação [ou por agrados financeiros também]. Agora imagine aqueles pornô tosco, com uma trava comendo a xavansca de uma rascha, com aquele desgosto e cara de abuso, pois bem, quando uma passiva liberal inventa de ser ativa é mais ou menos assim. 

Pronto, espero que todas tenham entendido as variações entre ativos e passivos, sobre os versáteis nem comento né? São um espécime evoluída que realmente gosta de dar e comer no mesmo grau de proporcionalidade.
No mais, respeitem a todos tá?!
Share on Google Plus

Editor Blog Para Mocinhos

Thiago Silva - Estudante de jornalismo, 20 e poucos anos, curioso e extremamente gay além de editor e criador do Blog Para Mocinhos. Nos ouvidos um bom eletro pop e um pouco de indie rock, nos olhos um filme qualquer e uma boa companhia, e no coração alguma coisa que nem eu sei o que é ainda.