10 considerações sobre os homofóbicos


1) Homofóbicos são fáceis de serem reconhecidos pelo mau gosto. Eles se vestem mal. As frescuras e firulas, essenciais à beleza e à arte, são departamentos que sempre pertenceram aos homossexuais, ainda que estejam em decadência nos gays de hoje em dia. Homofóbicos abominam qualquer contato com a beleza; e acreditam que homossexualidade pega.

2) Para ajudar a identificar um homofóbico, procure situações comuns a heterossexuais e troque por gays para ver se elas incomodam o sujeito a ponto de ele ficar nervosinho e virar os olhos, bufar, ou contar uma piada que não faria na frente da mãe.

3) Não é de bom tom chamar um gay de bicha, por mais bicha que ele seja. A regra se estende. Não chamar o gordo de gordo, o velho de velho e a anã de anã. Sobre trocar e inverter os nomes, ninguém se pronunciou ainda. Na dúvida, nunca chame os amigos daquilo que eles realmente são.

4) Li em algum lugar que homofóbicos têm vontade de agredir gays porque, inconscientemente, desejam contato físico com eles. Não sei se acredito nisso, mas dá o que pensar qual seria a interpretação de Freud em relação ao formato da lâmpada fluorescente usada no episódio de agressão da Avenida Paulista.

5) O homofóbico é antes de tudo um neurótico com fixação pela coisa. E enquanto não se tratar, continua com os tremeliques e sem falar coisa com coisa. De fato é curioso como a cabeça balança enquanto incita a violência, já fora de si, espumando pela boca.

6) Um tipo comum de homofóbico é o invejoso. Ele não suporta reconhecer em seu semelhante gay certas vantagens que nele foram podadas na infância, como dobrar as pernas do jeito que quiser e mover as mãos da maneira que bem entender. Usar calça apertada e poder bater no companheiro também são conquistas de causar inveja a qualquer um. Daí o ódio.

7) O pior tipo de homofóbico é aquele que não permite a inclusão de um gay em seu círculo de amizades. Estatisticamente, com mais de 10 amigos há grande risco de pelo menos um deles ser gay. E, infelizmente, preciso dizer, mas se você tem certeza de que nenhum de seus amigos é gay, de repente quem beija rapazes é você.

8) É bem característico de um homofóbico ser covarde e atacar em grupo, quando a vítima não tem defesa. Apesar das críticas, o termo homofobia se faz apropriado. É medo de enfrentar o outro cara a cara.

9) Falar que a homossexualidade não é natural não chega a ser homofobia, mas ignorância. E se disser que não é coisa de Deus, e que gays não vão para o céu, como explicar de onde vem o arco-íris?

10) Quem estiver lendo este texto para saber se é homofóbico, sinto informar, não são. O homofóbico é justamente aquele que não corre atrás de informação; sequer lê. Tudo o que sabem absorveram por osmose. Daí o preconceito e a intolerância, que pegam do ar, em ambiente fechado.

Share on Google Plus

Editor Blog Para Mocinhos

Thiago Silva - Estudante de jornalismo, 20 e poucos anos, curioso e extremamente gay além de editor e criador do Blog Para Mocinhos. Nos ouvidos um bom eletro pop e um pouco de indie rock, nos olhos um filme qualquer e uma boa companhia, e no coração alguma coisa que nem eu sei o que é ainda.