Pai da cantora Jessica Simpson assume ser gay


Babados e fuás familiares: melhor do que isso, só quando rola briga de marido e mulher, e a putaria vai acabar com baixaria no meio da rua.
O última confusão entre parentes, envolveu a cantora Jessica Simpson e seu pai e empresário Joe Simpson.

Segundo o tabloide “National Enquirer” Joe que é também pastor evangélico, teria assumido para a família que é gay e que namora com um homem de 20 anos. Esse teria sido o motivo do divorcio com Tina, mãe de Jessica, com que Joe foi casado por 34 anos.

“Ele disse que tentou se manter casado com ela, mas não podia dar continuidade ao relacionamento uma vez que tem interesse por homens”, contou uma fonte ao tabloide.

Fonte: ParouTudo

Bem, o que dizer dessa matéria tão cremosa né meu povo?
Pseudo-hétero, casado, evangélico e com filhos, é algo que não falta no mercado ~ eu mesmo já fiz com um, e até contei aqui blog.
Só desejo muitas felicidades para o pai da Jessica, e que mais pessoas como ele, sejam homens o suficiente para largarem a farsa.


Joe Simpson (54) e seu suposto amante; Bryce Chandler Hill (21 anos)

UPDATE ~ 

O pai das cantoras Jessica e Ashlee Simpson, Joe Simpson, estaria achando ridículos e absurdos os rumores recentes de que seu casamento teria terminado por ele ser gay. As informações, do site TMZ, vêm cerca de dez dias depois de os boatos pós-divórcio terem iniciado.

Na semana retrasada, a revista norte-americana National Inquirer publicou uma matéria afirmando que Simpson assumiu à família ser gay após ter sido flagrado ao lado de um rapaz enquanto dirigia embriagado, em agosto. A fonte ainda afirmou que ele tentou insistir por algum tempo no casamento, mas não conseguiu, pois não achou mais possível esconder seus sentimentos. Apesar de alguns entrevistados próximos a Joe dizerem que acreditam nele e que, de fato, ele não é homossexual, outros afirmam que o pai da cantora apenas não está pronto para se assumir publicamente.
Share on Google Plus

Editor Blog Para Mocinhos

Thiago Silva - Estudante de jornalismo, 20 e poucos anos, curioso e extremamente gay além de editor e criador do Blog Para Mocinhos. Nos ouvidos um bom eletro pop e um pouco de indie rock, nos olhos um filme qualquer e uma boa companhia, e no coração alguma coisa que nem eu sei o que é ainda.