44 Anos de Kylie Minogue


Sinceramente não me sinto capaz para falar dessa australiana, linda e talentosíssima que é a Kylie Minoguinha.
Conheci o trabalho da gata, logo após o lançamento do CD "Aphrodite" e não parei mais de amar.

Um voz diferente, um estilo proprio - que as vezes beira o cafona - e ao contrario da maioria das divas pop, Kylie não tem uma carreira cheia de polêmicas, ou grandes atos de choque contra a sociedade, e muito menos uma mídia lhe alavancando a cada espirro. Sra Minogue é simplesmente uma artista em essência.

Ontem, dia 28 de maio, a moça fez 44 anos de vida, muito bem vividos e claro, dormidos no formol, porque a gata tá novíssima, e de carreira são 25 anos, com hits que já fizeram muita gente dançar, entre eles "Can’t Get You Out Of My Head", "In my Arms" e "Gett Outta My Way"
Para comemorar o b.day de carreira e de vida, Kylie lançou na semana passada o single + video clipe para "Timebomb", que já alcançou o topo em algumas paradas do mundo, mesmo sendo uma música genérica e até repetitiva, ela consegue nos cativar.
Coisas que só a Minoguinha sabe fazer.

   

Vale lembrar que em comemoração a tudo isso, Kylie esta com a turnê "Anti Tour", um show pequeno - ainda mais se compararmos com a mega turnê anterior “Aphrodite: Les Folies”- e com um repertorio de músicas nunca cantadas ao vivo - b.sides. E o que para muitos seria algo atrevido de mais, para Kylie é apenas mais uma oportunidade de brilhar. E sim, ela consegue tr brilho, mesmo num show sem nenhum single para marcante.

 


As vezes fico me perguntando o que a Kylie tem de tão especial, que tanto me cativa, e a resposta é: a SIMPLICIDADE e a FINEZA de suas músicas, e acredito que isso tem feito o diferencial, e graças a isso até hoje ela ainda reina nas pistas.

HAPPY B.DAY KYLIE!
Que venham muitos anos de carreira, e mais ainda de vida.
Share on Google Plus

Editor Blog Para Mocinhos

Thiago Silva - Estudante de jornalismo, 20 e poucos anos, curioso e extremamente gay além de editor e criador do Blog Para Mocinhos. Nos ouvidos um bom eletro pop e um pouco de indie rock, nos olhos um filme qualquer e uma boa companhia, e no coração alguma coisa que nem eu sei o que é ainda.