Governo Investe em Campanha Gay Para o Carnaval


Neste verão, o Ministério da saúde resolveu fazer algo diferente. Gays e travestis roubam a cena na campanha publicitária de prevenção de HIV/Aids para o Carnaval do Governo Federal. Além de jogar luz nos públicos mais vulneráveis às doenças sexualmente transmissíveis, os pheenos de Brasília decidiram usar situações surreais para mostrar que o preservativo nunca virá de bandeja para aqueles que estão prestes a dar uma aliviada. Cenas como borboletas, fadas madrinhas e caranguejos oferecendo camisinhas são estampadas pelos cartazes, com os dizeres: “esperar por isso não rola”. Bola dentro!



Fonte: Pheeno

UPDATE

Alegria de gay dura pouco.
Pelo menos é assim que funciona quando as coisas se referem as campanhas voltadas para o público LGBT do Ministério da Saúde e da Educação, e mais uma vez o nosso Brasil se mostra retrogrado e deitado em um berço esplendido de hipocrisia e homofobia.

O motivo de toda essa minha revolta?
O Ministério da Saúde vetou a campanha de prevenção a Aids que mostrava um casal homossexual.
O vídeo deveria ser exibido na TV aberta durante o carnaval, mas foi retirado da pauta e ao invés disso será transmitido apenas em locais fechados frequentados por gays.

Dai pensando com meus botões veio o seguinte questionamento:

Quem está barrando isso?
Para se produzir um vídeos desses são necessárias reuniões, liberação de verba e tudo mais, mas depois que tudo está pronto, algo ou alguém de força maior simplesmente veta tudo.

Força estranha e superior, se manifeste.
Obrigado!

Share on Google Plus

Editor Blog Para Mocinhos

Thiago Silva - Estudante de jornalismo, 20 e poucos anos, curioso e extremamente gay além de editor e criador do Blog Para Mocinhos. Nos ouvidos um bom eletro pop e um pouco de indie rock, nos olhos um filme qualquer e uma boa companhia, e no coração alguma coisa que nem eu sei o que é ainda.