Que Venham os Próximos 365 + 1


Foram 12 meses de muita alegria, as vezes notícias nada bacanas, muita coisa divertida e muita safadeza oculta também.
Confesso que amei estar aqui, escrevendo, lendo os comentários e e-mails de cada um de vocês - sim, eu leio todos - mas hoje resolvi sair um pouco da mascara de Alexander, pra falar de verdade com vocês.

Não é só um post de agradecimento, na verdade eu quero compartilhar o que aprendi nesse ano que já esta acabando.
Primeiro aprendi o valor da amizade, conheci muita gente bacana, senti a importância do abraço, de um ombro pra chorar, um amigo pra sorrir, uma música pra dançar junto, pular, gritar e saber como é bom viver.
Aprendi que a felicidade consiste em não deixar que as coisas ruins te abalem, o ser feliz é exatamente fazer o que devemos de melhor: VIVER!

Senti na pele que o amor existe, que ele te faz sofrer, te faz bem, te faz mal, e até hoje ninguém conseguiu entender ou explicar.
Em 2011 ainda aprendi que família é algo que você vai levar por toda a sua vida, ainda que eles não te entendam, ou não te aceitem, não esqueça; sempre haverá um pouco deles em você.

Agora, todos fazem votos, promessas, e desejos para os próximos 365 dias que estão por vir. Esqueça isso, não se prenda a prazos, se for para amar, que seja agora, se for para dizer o que pesa na sua mente e no seu coração diga agora. Se for para ser ... QUE SEJA!

Que esse 2012 seja um ano mais doce, mais gostoso e melhor do que se possa imaginar, que o ser humano aprender a ser realmente "humano" e "tolerante", que em 2012 o amor vença. É isso!
"Parei de questionar o motivo da minha existencia, agora eu apenas luto pra torna-la a melhor possível" Alexander Castro
Share on Google Plus

Editor Blog Para Mocinhos

Thiago Silva - Estudante de jornalismo, 20 e poucos anos, curioso e extremamente gay além de editor e criador do Blog Para Mocinhos. Nos ouvidos um bom eletro pop e um pouco de indie rock, nos olhos um filme qualquer e uma boa companhia, e no coração alguma coisa que nem eu sei o que é ainda.