Nova Epidemia de AIDS na América Latina, e a Culpa é dos Gays

O sexo sem proteção entre homens e a falta de programas nacionais de prevenção e tratamentos dirigidos, estão reativando a epidemia de Aids na América Latina, onde atualmente há 1,5 milhão de infectados com o vírus HIV.

A afirmação aparece na conclusão do relatório sobre a resposta global ao HIV/aids elaborado pela Organização Mundial da Saúde (OMS), o Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef) e o órgão das Nações Unidas para a Aids (Unaids), apresentado nesta quarta-feira em Genebra.

Contrariando uma tendência mundial, que registrou queda de 15% de portadores do HIV nos últimos cinco anos, a América Latina registrou considerável aumento. O número total de portadores passou de 1,3 milhão, em 2001, para 1,5 milhão, em 2010.

Fonte: UOL

Recebi essa dica de post por e.mail, e o título dizia o seguinte: "Sexo sem proteção entre homens pode reativar epidemia de Aids na América Latina".
Por algum motivo aquilo me incomodou, como se o estigma da AIDS como peste gay tivesse voltado a tona, e alguma mente citou que eles - os gays - poderiam ser os culpados por essa nova onda epidemiológica.

Ao mesmo tempo, esses dados só refletem que a homofobia, intolerância e ignorância de certos países acabam se espelhando nesses dados. Não creio que o objetivo do estudo tenha sido sujar a imagens dos homossexuais, mas sim alertar sobre a importância de campanhas de prevenção e instrução, mas convenhamos, esse título é quase que uma paulada na cabeça da comunidade LGBT. Correto?!

Share on Google Plus

Editor Blog Para Mocinhos

Thiago Silva - Estudante de jornalismo, 20 e poucos anos, curioso e extremamente gay além de editor e criador do Blog Para Mocinhos. Nos ouvidos um bom eletro pop e um pouco de indie rock, nos olhos um filme qualquer e uma boa companhia, e no coração alguma coisa que nem eu sei o que é ainda.