Gordurinhas!

via @adrianbrasil

Outro dia fui marcado numa foto da Christina Aguilera ao lado da Miss Piggy dos Muppets e comecei a questionar o fato das pessoas fazem tanta chacota com os quilinhos extras dela, e ao mesmo tempo, não brincarem com a Adele, que pesa bem mais.

Daí decidi comparar:


X-tina parece o tempo todo desconfortável, usando vestidos com numeração menor que a dela, como se ainda desejasse ter o corpo magro de antigamente. Ao mesmo não parece haver nenhum esforço para emagrecer, mesmo com a gata tendo todo o aqué e a tecnologia disponível para ficar igual à Gisele.


Chris ainda abusa do Photoshop, tornando-se mais caricata ainda, como nas fotos acima, tiradas para a recente campanha da C&A, onde ela ganhou uma nova cintura. E tome piadas!


Quem viveu o mesmo drama foi Mariah, que recentemente apareceu magra. A falta de noção gritava alto. Se ela ao menos sustentasse usar uma roupa curta/apertada, mas não rola, ela não tem segurança pra isso.


Já a fofucha da Adele parece estar do lado oposto da moeda, pois não usa roupas menores que seu número e parece conviver bem com o peso. A cantora que te faz bater o cabelo todo sábado na boate ao som “Rolling in the Deep” e “Someone Like You” é um exemplo de autoestima e tem mostrado que pessoas gordinhas podem sim ser atraentes.

E falando nela, Adele chorou e fez a platéia chorar durante a gravação do DVD “Live At The Royal Albert Hall”. O vídeo oficial ainda não está disponível, mas um fã gravou e postou:


Adoro esse trecho da entrevista dela para o Rolling Stone:

“A minha vida tem demasiados dramas e não tenho tempo para me preocupar com uma coisa tão trivial quanto a minha imagem ... Eu faço música para os ouvidos, não para os olhos”


Do lado das que se aceitam, também entra a Beth Ditto, que é bem mais rasgada que a Adele e leva essa aceitação bem ao extremo, chegando a abusar de estampas que normalmente não são indicadas para gordinhas e tirar a roupa nos shows. Eu acho o máximo. A Beth é muito do bem.

Concluindo o pensamento:

É tudo uma questão de atitude, de postura, de passar para as pessoas (ou para o público no caso) que você está bem daquela forma. Se você está insatisfeito com o corpo e quer ser magro, é bom malhar, fazer dieta, plástica e etc. Mas se está insatisfeito e não quer fazer nada disso, é hora de se aceitar ou então você vai viver deprimido e ser motivo de chacota pelo resto da vida. No mundo pop isso parece se encaixar perfeitamente.



Share on Google Plus

Editor Blog Para Mocinhos

Thiago Silva - Estudante de jornalismo, 20 e poucos anos, curioso e extremamente gay além de editor e criador do Blog Para Mocinhos. Nos ouvidos um bom eletro pop e um pouco de indie rock, nos olhos um filme qualquer e uma boa companhia, e no coração alguma coisa que nem eu sei o que é ainda.