Os Dez Mandamentos da Balada, do Boteco, do Bar:

Os dez mandamentos da balada, do boteco, do bar:

1- Amará a vodka QUASE acima de todas as coisas
ou
Amará o DJ QUASE acima de todas as coisas
ou
Amará a  bofarada QUASE acima de todas as coisas
ou
amará tudo isto aí acima, QUASE acima de todas as coisas.

2- Não usar o nome da bebida em vão.
Se fizer besteira, assuma que fez, não vá culpar a pobre bebida que estava parada, quieta, ali, no bar, sendo que você, você a escolheu por livre e espontânea vontade.
Nada de: “ai, foi a bebida, a cachaça, a vodka, a manguaça” e todos os nomes que esta iguaria tem.
A coisa está tão feia, que tem gente que vomita o salgado ruim do boteco e joga a culpa na bebida.
Gente suja!

3- Guardar os domingos para curtir a ressaca…nada de beber aos domingos, porque segunda feira, é dia de labuta…sendo que você poderá começar a beber na quinta feira.
Mesmo se não bebeu no sábado, procure guardar o domingo…
Ok, só uma cervejinha.

4- Honrar o pai e a mãe:
Nada de beber, dar vexame e fazer seus pais irem te buscar na balada, na delegacia, na casa de alguém que não presta.
Peça seu amigo sóbrio (sempre tem que ter um) ou o taxista (muitas vezes, anjos da guarda disfarçados) para te deixar em casa.
Acordar o pai e a mãe para te resgatar de alguma bebedeira, é um sacrilégio.


5- Não matarás a última aula da faculdade para beber.
Faculdade é coisa cara, muitos queriam ter esta oportunidade e não conseguem pagar.
Aguenta mais 50 minutos de aula. O boteco estará lá, não irá fugir…
È até melhor, já pega o povo MUITULOCO.

6- Não elzaras (furtarás) dinheiro na carteira do pai, da mãe, da avó, do avô para beber…
Adulto que é adulto, paga sua própria bebida.
Mas se o cara do lado, estiver muito louco e com uma garrafa de vodka ou cerveja dando sopa, “pegue -a discretamente”…rsrsrs.
Isto não é furto, é valorização do produto supostamente desvalorizado pelo outro.

7- Não cometerás adultério.
Se você é safado, é safado porque é a sua natureza!
Não me venha falar que traiu, por causa da bebida.
Não me venha dizer que traiu porque tinha “muito boy.sedução dando em cima de mim.”
Não aproveite do ambiente do bar, balada, boteco para trair e aprontar.
O bar, a bebida, os garçons e este ambiente, já são rodeados de preconceito.
Chega!
Por que você não arruma um garoto que beba e se divirta com você?
È mais divertido, menos trabalhoso (mentir que não estava bebendo é difícil) e mantém o casal unido, com mais alguma coisa em comum.
E o casal levemente “alto” faz cada coisa na cama…rsrsrs.

8- Não levantai falso testemunho:
Nunca diga que comeu alguém, se não comeu.
È uma das coisas mais sujas da humanidade, sujar o nome de alguém assim.
Inventar que comeu alguém que não comeu, é digno de expulsão da balada com uma imensa vaia pública.
Cafona!

9- Não cobiçarás o homem, a biba, a transex do próximo.
O que mais tem neste mundo, é gente solteira, portanto o chamado ZÓIAO, é muito mal visto.
Com tanta gente pra você pegar, você quer quem já tem dono?
A maioria das brigas nos BBBs da vida (Baladas, Botecos, Bares) é sempre por causa deste motivo. Sabia?
Tá vendo que a pessoa tá acompanhada, fique na sua, ursão.
Depois reclama que perdeu o pivô em alguma pista de dança e não encontrou.
Bom senso não custa nada.
Mas dente é caro…muito caro.

10- Leia, entenda, dê uma “goolgada” na palavra fígado.
E beba com moderação…rsrs, claro que é possível, na medida do possível.

FONTE: Blog Ovulando
Share on Google Plus

Editor Blog Para Mocinhos

Thiago Silva - Estudante de jornalismo, 20 e poucos anos, curioso e extremamente gay além de editor e criador do Blog Para Mocinhos. Nos ouvidos um bom eletro pop e um pouco de indie rock, nos olhos um filme qualquer e uma boa companhia, e no coração alguma coisa que nem eu sei o que é ainda.